Pular para o conteúdo

Quem foi: Antíoco Epifânio

Quem foi Antíoco Epifânio

Antíoco IV Epifânio foi um rei selêucida que reinou entre 175 a.C. e 164 a.C. Ele era conhecido por suas políticas de perseguição aos judeus e por tentar impor a cultura grega sobre eles. Antíoco Epifânio foi um dos governantes mais controversos da dinastia selêucida, e sua política de helenização causou grande revolta entre os judeus.

Ascensão ao poder

Antíoco Epifânio ascendeu ao trono selêucida após a morte de seu irmão, Seleuco IV Filopátor. Ele rapidamente consolidou seu poder e começou a implementar políticas que visavam fortalecer o império selêucida e expandir sua influência na região.

Políticas de perseguição aos judeus

Uma das políticas mais controversas de Antíoco Epifânio foi sua perseguição aos judeus. Ele proibiu a prática do judaísmo, profanou o Templo de Jerusalém e tentou impor a cultura grega sobre o povo judeu. Essas ações levaram à revolta dos macabeus e à guerra dos macabeus.

Guerra dos Macabeus

A guerra dos macabeus foi um conflito entre os judeus liderados por Judas Macabeu e as forças de Antíoco Epifânio. Os macabeus lutaram bravamente contra as forças selêucidas e conseguiram recuperar o controle do Templo de Jerusalém. A vitória dos macabeus foi um marco na história judaica e é celebrada até hoje na festa de Hanucá.

Legado de Antíoco Epifânio

O legado de Antíoco Epifânio é marcado por sua política de perseguição aos judeus e pela revolta que suas ações causaram. Sua tentativa de impor a cultura grega sobre os judeus acabou fortalecendo a identidade judaica e levando à independência do Reino Hasmoneu.

Conclusão

Em resumo, Antíoco Epifânio foi um dos governantes mais controversos da dinastia selêucida, conhecido por suas políticas de perseguição aos judeus e por sua tentativa de impor a cultura grega sobre eles. Sua ascensão ao poder e suas políticas desencadearam a guerra dos macabeus e tiveram um impacto duradouro na história judaica.